»

May 24

Debian Squeeze – Apache Básico I

      1. O que é o Apache HTTP Server?

Sem enrolações: é um servidor Web. Se você não acredita em mim acesse http://apache.org/ e descubra, fikdik.

      2. Instalação do Apache no Debian Squeeze

Mais simples impossível, como root execute:

# apt-get install apache2

Pronto, o apache2 está instalado e rodando. Para testar basta acessar do seu browser o endereço http://ip.do.seu.servidor … obviamente se algo abrir é porque está funcionando 😛

Cada distribuição Linux tem as suas particularidades e no Debian, existem algumas coisas interessantes com relação à localização dos arquivos de configuração. Vamos à elas:

  • /var/www – este é o diretório default para as páginas Web;
  • /etc/apache2 – diretório com os arquivos de configuração do Apache;
  • /etc/init.d/apache2 – script de Start|Stop|Restart|Outros para o Apache. Acostume-se com o /etc/init.d no Debian, praticamente todos os scripts de inicalização se encontram neste diretório.

       3. Configurações do Apache no Debian Squeeze – /etc/apache2

O primeiro arquivo a se notar neste diretório é o apache2.conf . Normalmente neste arquivo encontram-se todas as configurações necessárias para o funcionamento do seu servidor Web. No Debian houve uma certa vontade de organizar o processo de configuração e os arquivos foram separados para um melhor gerenciamento do servidor.

Veem o nome deste tutorial? Básico I, ou seja, não vou fuçar neste arquivo agora. Se quiser sinta-se à vontade, mas é por sua conta e risco. Lembre-se apenas de fazer um backup dos arquivos de config antes de fazer merda. As configurações default são mais do que suficientes para este tutorial. Vamos em frente.

Ao executarmos um ls -la podemos ver 4 diretórios de extrema importância, são eles:

  • mods-available;
  • mods-enabled;
  • sites-available;
  • sites-enabled.

Tá, que merda é essa?

O diretório mods-available contém todos os módulos atualmente disponíveis para o seu servidor Apache. Você pode instalar mais módulos através do comando apt. Estes módulos estão disponíveis, mas não quer dizer que estejam sendo utilizados. Pra isso serve o diretório mods-enabled, que lista todos os módulos atualmente carregados pelo servidor Apache. E como é que eu habilito os módulos então? Para habilitar um módulo qualquer basta executar o comando a2enmod nome_do_modulo, enquanto que para desabilitar um módulo basta executar o comando a2dismod nome_do_modulo. Simples não?

Em ambos os casos recomendo que você reinicie o servidor apache (mesmo as vezes falando só pra dar o reload. Não curto o reload, sei lá pq, chame de paranóia).

Ok então se o mods-available lista os módulos disponíveis o sites-available lista os sites disponíveis? Sim nobre colega, você é um gênio. Da mesma maneira, o diretório sites-enabled lista os sites que estão habilidados para o Apache. De maneira similar, você pode habilitar ou desabilitar os seus sites através dos comandos a2ensite arquivo_conf_site e a2dissite arquivo_conf_site respectivamente. Não esqueça que você deve escrever os seus arquivos de configuração para os seus sites no diretório sites-available.

Em resumo:

  • a2enmod e a2dismod para habilitar ou desabilitar um módulo;
  • a2ensite e a2dissite para habilitar ou desabilitar um site.

E fechamos aqui o tutorial de Apache Básico I.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>